em

Musa da Porto da Pedra mostra o que que a baiana tem

Anny Alves (Foto: Diego Mendes)
Anny Alves (Foto: Diego Mendes)
Anny Alves (Foto: Diego Mendes)

Baiana por natureza e amante do Carnaval carioca, a  professora de dança Anny Alves já estava decidida a curtir o carnaval do Rio apenas como expectadora, mas o coração baiano pulou de alegria ao descobrir o enredo que a Unidos do Porto da Pedra levará para a Marquês de Sapucaí este ano “O que é que a baiana tem? – do Bonfim à Sapucaí”, uma homenagem as Baianas.

“A faculdade de direito consome muito do meu tempo e este ano eu já estava decidida a não desfilar, justamente para poder me dedicar aos estudos, mas quando soube do enredo meu coração bateu mais forte, me arrepiei todinha e pronto, essa era a confirmação que eu precisava para ter a certeza que eu devo continuar”, contou empolgada a musa.

A escola de São Gonçalo vai mostrar a história das tradicionais baianas, desde o surgimento – na época do Brasil Colônia e da escravidão – até criação das alas com essas folclóricas personagens, nos desfiles de Carnaval no Rio.

“Este desfile será mais especial ainda para mim, pois tenho a obrigação de mostrar o que é que a baiana tem e poder representar a minha Bahia no carnaval do Rio vai ser lindo. Sou a única musa baiana da escola então será mágico”, falou empolgada.

A Unidos do Porto será a quarta escola a desfilar na sexta-feira de carnaval.

Anny Alves (Foto: Diego Mendes)
Anny Alves (Foto: Diego Mendes)
Anny Alves (Foto: Diego Mendes)
Anny Alves (Foto: Diego Mendes)
Anny Alves (Foto: Diego Mendes)
Anny Alves (Foto: Diego Mendes)

Da Folha Geral, no Rio*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)

Claudia Shashiki (Foto: Divulgação)

Musa da Colorado, Claudia Shashiki posa com o corpo pintado no barracão da escola

Amanda Evelyn (Foto: Nelson Miranda / Naga / Divulgação)

Musa da Colorado, Amanda Evelyn arrasa em ensaio e promete fantasia com bumbum de fora