A DJ Ilka Oliver, que iniciou sua carreira em 2007, comenta sobre a polêmica do consumo de droga nas festas eletrônicas.

“O consumo de drogas é uma decisão que cabe a cada pessoa e não é porque é uma festa de música eletrônica .
Infelizmente as drogas estão presentes em toda a nossa sociedade, independente da classe social ou estilo musical.
Os adeptos deste gênero vão para curtir a vibe e pela boa energia que recebem e transmitem”, afirma ela.

“As pessoas, hoje em dia, têm mais facilidade de encontrar drogas por toda a parte e nas festas de música eletrônica é a mesma coisa. Inclusive, tem gente dizendo que o eletrônico atual não é como antigamente. Elas acreditam que tem público que nem curte tanto a música e vai só por causa das drogas”, completa.

Apesar de tudo, Ilka ressalta que na parte musical a cena eletrônica ainda continua muito forte, com novos ritmos surgindo a cada dia.

DJ Ilka Oliver
DJ Ilka Oliver. Foto: Patrick Brito / MF Press Global
DJ Ilka Oliver
DJ Ilka Oliver. Foto: Patrick Brito / MF Press Global
DJ Ilka Oliver
DJ Ilka Oliver. Foto: Patrick Brito / MF Press Global
DJ Ilka Oliver
DJ Ilka Oliver. Foto: Patrick Brito / MF Press Global
DJ Ilka Oliver
DJ Ilka Oliver. Foto: Patrick Brito / MF Press Global

Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)